quinta-feira, setembro 08, 2011

vazio de Blandina


Vazio.
Dele ouves o som de algo que desconheces
Anseias aquele calor que nunca te sacia, e desesperas em pensamentos de solidão.
Imaginas a dor que sente,
sonhas em poder salvar a tua origem do destino de Blandina.
Destino que conheces e que queres negar-lhe sem nada poderes fazer.
Perguntas vezes sem conta…porquê? Porquê destino de Blandina?
Que mais terás de fazer nesta vida para que deixes de ser Blandina?

terça-feira, fevereiro 02, 2010

MADALENA...Cidade de Torres

O que se segue foi escrito a pensar numa amiga.

Entre saltos de alegria e passos de tristeza, fazes o teu caminho entre a Torre da Felicidade e a da Tormenta.
Do rosto cansado, fazes descobrir toda a alegria que só uma criança tem.
Entre os teus risos e choros mostras uma mulher de cidade, independente, lutadora, que não desiste de alcançar a Torre da Felicidade só porque o caminho é o da dor.
Porque sonhas, vives és Real.
Sorris e Choras pelas coisas que lutas, por aquelas que tens e pelas que queres ter.
A Tormenta faz-te cansar?
Não temas, apoia-te nas sombras que encontras, porque elas só aparecem quando há Sol.
Entende o que te digo nestas linhas, caminha, vai longe, não desistas de nenhum sonho lindo e lembra-te…
Nem mesmo quando o céu está nublado o sol deixa de existir!
Porque és importante mesmo quando não estás ao nosso lado, nunca te esqueceremos, porque és Cidade de Torres, porque és Madalena!

quarta-feira, março 18, 2009

Broken...am I?

Ficção ou Drama da tua imaginação...


Quanto menos esperas da vida…mais ela te dá!
Quanto mais exiges dela menos receberás…
É então que da frustração salta a tua imaginação…
E tu e todos que queres…prendes na tua ilusão!
Não te quero fazer acordar…apenas quero a tua verdade!
Saber quem és…de onde vens…porque tens vergonha de ti…da tua historia?!
Queres o teu mundo imaginário…e não vês que me perdes no teu mundo real!
Estive aqui…
Estou aqui…
Mas não sei se estarei aqui um dia…
Pois sou real e não imaginação!

dor no peito...


De mim…vem de mim!
Eu sinto…corrói-me…fala por mim!
Ameaça-me…e mata-me…a mim…a nós!!!
Como paro isto?
Quero arrancar este ódio que tenho no peito e que trago no pensamento!
Desespero é só o que me habita…deixar de te magoar…quero sumir, deixar de existir!
Libertar-te deste mal que sou eu!
Libertar-te desta dor que tenho constante!
Quero-te feliz…quero-te a Amar…se tiver de ser sem mim
…que tenha forças para que seja sem mim!
Talvez mereça toda esta dor…por toda a que já causei!
Mas só desejava poder ter-te sem sentir…sem causar tanta dor!

quinta-feira, dezembro 04, 2008

100 inicio...mas c/ Fim


Porque me lembrei …. Do que me esqueci…
Porque te encontrei… onde não quis…
Senti o que lembrei…esqueci o que vi…
Amei-te e não te encontrei
Perdi-te quando te quis!
Partis-te de um mundo onde nunca exististe
Ficas-te num mundo de onde nunca saíste.
A ilusão luto para quebrar…
Mas ao medo me prendo para não parar de sonhar…
Onde neste sonho te tenho só a mim a amar…
Perder o que não se teve é fácil de aceitar…
Esquecer o que se quis e não se teve é fácil de imaginar…
Apagar o sonho que se julgou ter…custa acreditar
Sobreviver sem sentir… difícil de aceitar
Amar sem retorno em vão fez sonhar!
Agora...é só fazer esta ferida sarar.

vem aqui


Tem chuva e tem mar…
Como a brisa leve que te leva pelo ar
Voas sempre sem nunca aqui voltar.
Filho do medo…
Sofro por este desejo
Esquece o segredo que te esconde a alma
E deixa que te mostre a pessoa que és e não conheces.
És amigo dos teus segredos…
Mas infiel…ao que dizes
Deixa essa pele que corrói tudo o que sinto…
Sonha aquilo que mais desejo e que não vês acordado…
E vem…fica comigo!

sexta-feira, outubro 17, 2008

Um em vez de Muitos


È escuro é incerto.
È um vazio que nos abraça e leva para longe da realidade.
Presos na película deste filme lutamos para respirar e acreditar que tudo é real que tudo é tocável. NÃO È!
Queremos a vida que em tantas noites sonhamos e que nunca acordados tocamos. Vemos os dias passarem sem que os Príncipes e Princesas vivam fora do conto de fadas ausente.
Que realidade paralela é esta em que uma e outra se cruzam a cada segundo que se olham e não vêm, sem que o tostão de um seja a nota de euro de outro, sem que o amor de Um seja a paixão e vida de Muitos.
Sejamos Um em lugar de sermos Muitos.

quinta-feira, outubro 16, 2008

Parabéns PATINHO


Parabéns…
Porque és especial
Porque és quem queres
Porque és quem Amo
Porque és quem quero
Porque estás comigo
Trinta e Uma razoes te poderia dar para te Amar
Mas por mais voltas que dê…não consigo escolher só Trinta e Uma.
Gostava de te dar algo especial…
Mas só me lembro de te dar o que neste últimos anos te dei…Carinho e muitos mimos.
Parabéns Patinho…porque são horas de ir para a ….
Porque só tu sabes o que digo. :)

segunda-feira, agosto 25, 2008

Raiz...


Vieste trazido pelo Vento, que te deixou cair em mim.
Aqui te sentiste seguro, aqui te sentiste maduro.
Com as chuvas enraizaste-te em mim.
Com uma raiz firme insaciável me abraças-te.
Após Primavera, Verão, Outono e Inverno aqui ficaste.
Fazes parte de mim, quero-te muito aqui!
De mim te sustentas,
A mim me seguras,
Para que nem chuva ou vento me volte a levar de Ti!